//

O sexo é um aspecto muito importante em um relacionamento. No início o casal está com a libido a flor da pele, e sempre que possuem a oportunidade tem vontade de ter relações sexuais. Porém, com o passar do tempo, o sexo deixa de ser uma novidade e acaba muitas vezes caindo na rotina, e assim aquele tesão inicial vai se perdendo. A queda da libido em sua grande maioria não está ligada ao sentimento de amor que um sente pelo outro, mas sim a falta da novidade. O sentimento de conquista, de novidade, precisa sempre ser estimulado para a libido do casal permanecer como no início.

Os longos relacionamentos afetam a libido de homens e mulheres de formas diferentes. Segundo Carmita Abdo, coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade da Universidade de São Paulo, é mais comum que as mulheres percam esse alto desejo ao longo do relacionamento, “No início da relação, ambos têm um desejo espontâneo, que “brota”. Nas relações mais longas, o padrão se modifica, e, ao contrário do homem, a mulher passar a ter um desejo chamado “responsivo”, ou seja, que responde a um estímulo, não surge espontaneamente. ” Afirma ela.

Assim a mulher acaba precisando de estímulos para conseguir aquela libido que no início explodia.

Outra pesquisa também demonstra que essa libido do casal vai diminuindo ao longo do tempo, realizado na Universidade de Hamburg, na Alemanha, o estudo analisou mais de 2.500 casais, com variações de tempo no relacionamento. A pesquisa mostrou que no início a maioria dos novos casais possuíam níveis de libido parecidos, que no caso eram altos, e após um ano de relacionamento essa taxa diminui consideravelmente.

Para garantir uma vida sexual ativa a longo prazo, é necessário compromisso entre o casal. Primeiramente sexo não deve nunca se tornar uma obrigação, ele pode se tornar um compromisso entre você e a pessoa amada, mas nunca o sentimento de obrigatoriedade deve estar junto. O casal precisa investir tempo na relação a dois, muitas vezes o simples fato de dormir em um motel ao invés de em casa já se torna uma experiência que desperta o tesão. Invista na fantasia sexual do parceiro, nessas horas o diálogo é parte fundamental da relação, converse sobre o que você e o parceiro gostariam no sexo, a própria conversa sobre o sexo e suas preferencias já pode se tornar um fator excitante para o casal. Destine tempo para agradar o outro, saber o que o outro gosta, e estimular esses pontos. Após as conversas, e só partir para a hora H.

 

 

 

Referências:

Pesquisas do programa de Estudos em Sexualidade da (USP), Carmita Abdo

Terapias Sexuais – Psicólogo sexual, Fernando Eduardo Mesquita.

Um estudo da Universidade de Hamburg-Eppendorf, na Alemanha, sobre níveis de libido de casais.

Tags:, ,

Posts Recentes

Dúvida?

RSS

T |

41

9991-2512
(Entre em contato via Whatsapp)

R |

Anita Garibaldi, 850, Sl 501 - Torre Success - Ahú

E |

claudia@claudiagraichen.com.br

Explay Web Agency