//

A expansão dos Sex Shops na internet e seu impacto

Com o crescente impacto digital na vida das pessoas, os conteúdos sexuais estão sempre estão a um clique de distância e, cada vez mais, abrangendo um público maior que procura informações, novidades e notícias excitantes sobre esta grande fonte do ser: o sexo. O grande avanço da tecnologia impulsionou o mercado de e-commerce – vendas online – no país, e, consequentemente, o mercado erótico. O segmento dos Sex shops em diversas plataformas de compras, está se tornando popular entre as pessoas e tomando um lugar favorável na vida de todos.

Muitas das lojas físicas de sex toys ainda são pouco visitadas, em geral pelo fato de muitas mulheres e, porque não, homens também, sentirem vergonha de visitarem esses locais sozinhos e muitos procuram ir com amigos para se encorajarem. De acordo com a psiquiatra Carmita Abdo, “entrar numa dessas lojas é quase uma confissão de que você foi buscar lá um estímulo para sua vida sexual e muitas mulheres ainda têm vergonha de assumir esse impulso”.

Excepcionalmente para este público mais tímido, hoje é possível realizar suas compras via internet, com total sigilo e receber seu produto de forma totalmente discreta. As mudanças não se restringem apenas ao perfil dos consumidores. As lojas de produtos eróticos também se reinventaram. Perderam o ar de locais secretos, reservados e voltados exclusivamente para o público masculino. Hoje existem muitos sex shops voltados especificamente para a mulher, o que deixa o público feminino ainda mais confortável.

O principal motivo de existirem sex shops estritamente femininos, é a grande diferença entre o tempo de reação sexual da mulher em comparação ao do homem. O homem se excita com facilidade e está pronto para a ação. A ereção é a resposta da excitação do homem. Contudo, a mulher necessita de um tempo para chegar a excitação, que é demarcada pela produção de uma secreção responsável pela lubrificação vaginal.

Mas a resposta sexual feminina não aparece apenas nos genitais. Ela é um continuum de todo o corpo frente a estímulos. É onde deve entrar os jogos sensuais, com brinquedos e apetrechos que deixam tudo mais quente e se traduzem na forma de fantasias, danças sensuais, lingeries, géis, vibradores, comidas e objetos comestíveis, além de uma imensa gama de produtos, que se unem a toques e estímulos das partes de ambos os corpos, que podem ser usados na hora da intimidade.

Os produtos e brinquedos sexuais se reinventaram e muitos deles estão mais sofisticados, e alguns até superando as expectativas através de tantos detalhes impressionantes. Temos vibradores femininos que em nada se assemelham ao órgão sexual masculino, mas que são extremamente eficazes para o prazer. Outros brinquedos podem ser usados tanto por solteiros quanto por casais. Há também os tradicionais, como óleos, bolinhas para pompoarismo e as famosas velas para massagem. Tudo vai depender da criatividade de quem está comprando e uma coisa é certa: não existe velhice na hora de se satisfazer sexualmente.

A quebra de preconceitos ou mesmo a diminuição do desconforto de permanecer numa loja cercada de itens para o sexo é visível e isso, muito vezes, é devido à mudança de perfil de consumo destes produtos no País, tendo na mulher o grande reflexo desta transformação. O sexo feminino costuma tomar iniciativa de levar brinquedinhos para inovar na cama, mas isso não quer dizer que eles devam ficar esperando por elas para conhecer os produtos eróticos e seus efeitos mágicos.

Mas não é somente ao público heterossexual que se destinam os brinquedos sexuais: Muitas mulheres compram-nos para utilizarem com suas parceiras! O clitóris é uma zona erógena feminina fantástica, e é possível chegar ao orgasmo apenas estimulando-o. Por isso, os estimuladores de clitóris estão entre os brinquedos sexuais preferidos das mulheres. Já os homens que utilizam brinquedinhos com seus parceiros, encontram também infinitas opções para usarem e ousarem muito durante o sexo, desde estimuladores de próstata, até outros específicos para eles.

A aceitação de aparelhos e outros milhares de sex toys como um dos fatores que auxiliam na qualidade da vida sexual de homens e mulheres, e vem desmistificando antigos receios. Cada vez mais pessoas reconhecem que o ato de se excitar e provocar uma reação orgástica por meio de um vibrador é uma experiência física tão básica e natural como o que se faz em outras formas de auto-estimulação ou estimulação feita por um parceiro.

 

FONTES:
Artigo: Nem só de batom vive a Mulher
UPSEX
Blog Iset
Diário do Nordeste
UOL Mulher: Comportamento
Carlos Gomes
Psicologia e Sexualidade: Oswaldo M. Rodrigues Jr.

 

Tags:, , , ,

Posts Recentes

Dúvida?

RSS

T |

41

9991-2512
(Entre em contato via Whatsapp)

R |

Anita Garibaldi, 850, Sl 501 - Torre Success - Ahú

E |

claudia@claudiagraichen.com.br

Explay Web Agency