//

Novembro azul é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro que objetiva alertar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e da atenção à saúde do homem.

O mês foi escolhido porque 17 de novembro é o dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Esse câncer é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência entre os homens.

O câncer de próstata é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há presença de câncer, a glândula endurece. Na fase inicial, a doença não apresenta sintomas. O câncer de próstata é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo e no Brasil; o segundo mais frequente entre os homens, atrás apenas do câncer de pele, (não-melanoma).

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que a partir dos 45 anos (ou 40 anos, se houver casos de câncer de próstata na família), todos os homens realizem exames de rotina e o exame da próstata anualmente. Cerca de 10% dos homens após os 50 anos desenvolvem a doença. As chances crescem conforme o envelhecimento, podendo acometer 50% dos homens aos 75 anos.

Quando diagnosticados e tratados no início, o risco de mortalidade é bastante reduzido. As chances de cura chegam a 90%.

A próstata é uma glândula localizada na parte baixa do abdômen, localiza-se abaixo da bexiga e à frente do reto. Envolve a porção inicial da uretra, tubo que armazena a urina. A próstata é fundamental na fertilidade masculina pois produz 70% do sêmen.

O toque retal aliado ao exame de sangue PSA – antígeno prostático específico (sigla em inglês) pode identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata que sugere indício da doença. Cerca de 10 segundos são suficientes para que o médico busque regiões irregulares. O diagnóstico final é feito analisando-se parte do tecido da glândula obtida por meio da biópsia da próstata. O toque retal é indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue.

Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e baixos índices de gordura, especialmente, de origem animal, não fumar e reduzir o consumo de álcool, ajuda a minimizar o risco de câncer. Somado a isso, indica-se 30 minutos diários de atividade física.

Dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina são sintomas mais comuns. Identificada a doença, os tratamentos possíveis são radioterapia, cirurgia ou tratamento hormonal.

Em 2014 serão diagnosticados 69 mil novos casos de câncer de próstata. Livre-se do preconceito. Cuidar da saúde também é coisa de homem.

Tags:, ,

Posts Recentes

Dúvida?

RSS

T |

41

9991-2512
(Entre em contato via Whatsapp)

R |

Anita Garibaldi, 850, Sl 501 - Torre Success - Ahú

E |

claudia@claudiagraichen.com.br

Explay Web Agency