//

O post de hoje traz um panorama sobre a sexualidade na terceira idade. O tema já não é visto com estranhamento, mas devemos continuar falando sobre ele. Assim como em outras fases da vida, a sexualidade e as relações sexuais devem ser tratadas com cuidado, para que a atividade seja algo que influencie positivamente as pessoas nessa fase da vida, e também para não haver transmissão de DST’s (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

A sexualidade na terceira idade

Fatores biológicos, psicológicos, sociais e históricos influenciam a sexualidade na terceira idade. Os fatores biológicos envolvem todas as transformações físicas que acontecem durante o processo de envelhecimento. As alterações nos sistemas hormonais e vasculares são exemplo disso. Sob o aspecto psicológico, frustrações, disfunções sexuais e a forma como o indivíduo se percebe (identidade) também afetam o comportamento sexual. Já os fatores sociais e históricos, que influenciam a vida sexual dos mais jovens, persistem com a sua influência no dia a dia dos mais velhos.

idosos1

Envelhecer – Uma nova identidade é construída

A noção de identidade é modificada nessa fase da vida, em que o envelhecimento altera e interfere a percepção que as pessoas têm sobre sua aparência física. O envelhecer pode ser visto como uma etapa final da vida, refletindo uma postura de incapacidade, inutilidade e lamúria. Ou, a terceira idade como início de uma nova etapa, com um olhar mais inovador e desafiador. Portanto o peso dos anos, depende do significado que cada um lhe atribui. A busca de qualidade de vida depende da construção de uma autonomia, auto responsabilização, atividade, flexibilidade, disponibilidade para o aprendizado e de ausência de identificação etária. Representa adotar um estilo de vida a seu favor. Aceitar as mudanças e a própria identidade fará com que o indivíduo tenha bons relacionamentos na terceira idade. Apesar de mudanças, é possível manter o desejo e a capacidade sexual ativos.

Climatério (Menopausa)
As idades em que mulheres entram no Climatério (menopausa)variam. Quando estes fenômenos humanos ocorrem, os hormônios mudam muita coisa nos corpos em questão. No caso das mulheres, são frequentes as queixas de diminuição de libido . Na maior parte das vezes, esses quadros carecem de medicamentos. Alterações orgânicas podem, ser responsáveis por dificuldades para a excitação e para o orgasmo. A chegada da menopausa faz com que a produção de estrogênio diminua, causando diminuição da lubrificação vaginal e diminuição do tônus da musculatura perineal, bem como, distopias e disfunções da uretra e da bexiga. A vagina torna-se atrófica, ocasionando o ato sexual muitas vezes mais doloroso e desconfortável. É também na fase do climatério que mais frequentemente ocorrem patologias clínicas como hipertensão arterial, cardiopatias, diabetes, etc, que comprometem o bem estar geral e podem ocasionar disfunções sexuais. Nesta fase da vida, é necessário o acompanhamento médico para que a mulher possa ter uma vida sexual satisfatória.

trough_level_of_drugsAndropausa
Um tema muito controverso atualmente é o relacionado à diminuição dos níveis sanguíneos de testosterona em homens acima dos 50 anos, sem doença endócrina detectável. Este fenômeno, que se manifesta em cerca de 15% dos indivíduos, tem sido denominado de “andropausa”, por uma equivalência, inexistente de fato, com a menopausa feminina. A indicação do tratamento com reposição de testosterona tem sido motivo de controvérsia em congressos e publicações médicas.

Doenças crônicas afetam o funcionamento sexual
Processos endócrinos- vasculares e/ou neurais, responsáveis pelas respostas sexuais, podem influenciar o funcionamento do organismo. Medicamentos também afetam negativamente o desempenho sexual. Antidepressivos e anti-hipertensivos agem no indivíduo, alterando seus níveis de energia e humor.

“Ninguém pode estar na flor da idade. Mas cada um pode estar na flor da sua própria idade”.
Mario Quintana

Continuaremos tratando desse tema e outros ligados à sexualidade aqui lo blog.
Até lá.

Fontes:
Revista Psicanalítica
Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia
Instituto Brasileiro de Hipnologia
Sociedade Brasileira de DST’s

 

 

 

 

Tags:, , , , , , , ,

Posts Recentes

Dúvida?

RSS

T |

41

9991-2512
(Entre em contato via Whatsapp)

R |

Anita Garibaldi, 850, Sl 501 - Torre Success - Ahú

E |

claudia@claudiagraichen.com.br

Explay Web Agency