//

Dos contos de fadas, às comédias românticas. De seriados onde casamentos significam luta por poder à filmes onde afeto, dor e sexo estão intimamente relacionados. O amor ainda é o grande protagonista no que diz respeito ao imaginário humano.

O Amor no Laboratório

No entanto, seria possível criar o amor em laboratório? Para a tristeza de muitos românticos, o pesquisador e professor da Universidade de Brooke Arthur Aron acredita que, se não o amor propriamente dito, uma boa intimidade sim. Baseando-se em sua própria experiência ao apaixonar-se pela esposa na época de faculdade, Aron passou os últimos 50 anos estudando interações amorosas e o desenvolvimento da intimidade.

Originalmente criado para uma pesquisa publicada em 1997, o questionário de 36 perguntas responsável pela façanha foi testado em diversas situações, para melhorar a relação entre policiais e membros da comunidade, para estimular a amizade em alunos da graduação, mesmo entre estranhos. Algumas pessoas choram durante o processo, e no geral afirmam que se sentem mais confortáveis com o parceiro de experiência do que se sentiam antes.

A teoria por trás do questionário parte do pressuposto que a intimidade é criada quando compartilhamos aspectos pessoais com outra pessoa. As 36 perguntas vão ficando cada vez mais pessoais, e ao final, é solicitado que os participantes olhem-se nos olhos por 4 minutos sem trocar palavras. Elas variam de situações hipotéticas, à relatos fiéis de acontecimentos, e algumas vezes, solicitam que o participante seja estritamente verdadeiro, compartilhando algo que normalmente não compartilharia com alguém que acabou de conhecer.

As Perguntas

1. Se você pudesse escolher qualquer pessoa no mundo, quem convidaria para um jantar?

2. Você gostaria de ser famoso? De que jeito?

3. Antes de fazer uma ligação, você já ensaia o que vai falar? Por que?

4. Qual foi a última vez que cantou para si mesmo? E para outra pessoa?

6. Se você pudesse viver até os 90 anos e pudesse escolher entre o corpo ou a mente de uma pessoa de 30 anos pelos últimos 60 anos da sua vida, qual você escolheria?

7. Você tem um pressentimento secreto sobre como você morrerá?

8. Nomeie 3 coisas que você e o seu parceiro parecem ter em comum.

9. Pelo o que você é muito grato na sua vida?

10. Se você pudesse mudar alguma coisa sobre a maneira que foi criado, o que seria?

11. Tome 4 minutos e conte para o seu parceiro a sua história de vida o mais detalhadamente possível.

12. Se você pudesse adquirir uma qualidade ou habilidade amanhã ao acordar, qual seria?

13. Se uma bola de cristal pudesse te contar a verdade sobre você mesmo, sua vida, seu futuro ou qualquer outra coisa, o que você gostaria de saber?

14. Existe alguma coisa que você vem sonhando por um longo tempo. Por que ainda não realizou?

15. Qual é a maior conquista da sua vida?

16. O que você mais valoriza em uma amizade?

17. Qual é a sua melhor memória?

18. Qual é a sua pior memória?

19. Se você soubesse que em um ano você morrerá de repente, você mudaria o jeito que está vivendo? Por que?

20. O que amizade significa para você?

21. Que papeis o amor e o afeto desempenham na sua vida?

22. Compartilhem alternadamente uma característica positiva do seu parceiro. Citem 5 ítens.

23. Quão próxima e calorosa é sua família? Você acha que sua infância foi mais feliz do que a da maioria das pessoas?

24. Como é o relacionamento com a sua mãe?

25. Elabore 3 frases começando com “nós”. Por exemplo, “nós dois estamos nesta sala nos sentindo…”

26. Complete essa frase: “Eu queria ter alguém com quem eu pudesse compartilhar…”

27. Se fosse para você se tornar um grande amigo do seu parceiro, diga a ele (a) o que seria importante ele (a) saber.

28. Conte ao seu parceiro o que você gosta nele (a). Seja honesto (a), dizendo coisas que você poderia não dizer para uma pessoa que acabou de conhecer.

29. Compartilhe com o seu parceiro um momento embaraçoso da sua vida.

30. Qual foi a última vez que chorou na frente de outra pessoa? E sozinho (a)?

31. Conte para o (a) seu parceiro (a) uma coisa que você já gosta sobre ele (a).

32. O que (se é que existe) é sério demais para se fazer piada?

33. Se fosse para morrer essa noite, sem oportunidade de se comunicar com ninguém, o que você mais se arrependeria de não ter dito para alguém? Por que ainda não disse?

34. Sua casa, com tudo o que você tem, pega fogo. Depois de salvar quem você ama e seus animais de estimação, você tem tempo de entrar de maneira segura e salvar mais um ítem. O que seria? Por quê?

35. De todas as pessoas da sua família, qual morte seria a mais perturbadora para você? Por quê?

36. Compartilhe um problema pessoal e pergunte o conselho do seu parceiro em como ele (a) lidaria com a situação. Pergunte ao seu parceiro (a) como parece que está se sentindo falando sobre este problema.

Finalmente, olhem-se no fundo dos olhos por quatro minutos sem falar.

Porém…

A pesquisa em si não garante que as pessoas envolvidas na experiência se apaixonarão uma pela outra. Mandy Len Catron, escritora e palestrante TED, relatou que ao realizar a experiência e publicá-la no jornal The New York Times, recebeu histórias de muitas pessoas, inclusive a de um universitário dizendo que não conseguiu fazer com que a parceira de experiência se apaixonasse por ele. Quando perguntado se a relação entre eles havia melhorado, se havia agora mais intimidade que havia antes da experiência, obtendo como resposta que a experiência tinha funcionado sim.

A ideia por trás dessas perguntas é a de que quanto mais nos expormos, mais falarmos sobre nós mesmos e mais soubermos do outro, maiores são as chances de aprofundarmos a relação, não necessariamente em um sentido amoroso-sexual, mas também em um sentido de amizade.

A Terapia Sexual

Além disso, toda técnica psicológica deve ser adaptada para as necessidades do cliente. As perguntas devem ser alteradas de acordo com o interesse e a disponibilidade emocional da dupla. Um profissional capacitado em terapia sexual pode auxiliar no processo, além de explorar outros aspectos mais delicados e que carecem de um maior acompanhamento. A terapia sexual pode desenvolver a intimidade ou até mesmo resolver problemas que previnem o florescimento dela.

 

Fontes

The 36 Questions That Lead to Love

TED Mandy Len Catron: Falling in Love is the Easy Part

 

Veja Também

Poliamor

Amor que ultrapassa gêneros

O Significado do Namoro

Posts Recentes

Dúvida?

RSS

T |

41

9991-2512
(Entre em contato via Whatsapp)

R |

Anita Garibaldi, 850, Sl 501 - Torre Success - Ahú

E |

claudia@claudiagraichen.com.br

Explay Web Agency